O que é e como superar compulsão alimentar? Guia Atualizado

O que é e como superar compulsão alimentar?

Compulsão alimentar

Dificuldade de resistir à comida? Uma nova dieta revolucionária não é a solução. Teste Interativo no seu Messenger revela se você precisa tratar compulsão alimentar

Já imaginou, daqui um tempo, você me enviando uma mensagem como esta?

Ou me enviando um audio como este da Jaqueline dizendo que viu vários doces e não ligou a mínima?

O QUE É E COMO SUPERAR COMPULSÃO ALIMENTAR?

Compulsão alimentar é um transtorno que faz a pessoa sentir a necessidade de comer, mesmo quando não está com fome, e apesar de estar satisfeita,  não deixa de se alimentar.

Quem desenvolve a compulsão alimentar tende a comer grandes quantidades de alimentos em pouco tempo. Durante os picos de compulsão a pessoa sente se fora de controle, podendo ingerir até alimentos crus , congelados e da lixeira.

Comer demais de vez em quando é algo que a maioria das pessoas pratica, principalmente nos finais de semana ou eventos especiais. Mas quem lida com este distúrbio sente-se incapaz de controlar-se perante a comida . Como resultado, acabam passando mal e se sentindo culpados e com vergonha de si mesmo.

O compulsivo alimentar não tem hora para comer, sentindo-se uma espécie de "saco sem fundo", abocanhando qualquer coisa o tempo todo, mesmo quando o corpo não está exigindo energia. Os episódios de ataque são mais frequentes no fim da tarde ou à noite, e a pessoa chega a consumir até 50% das calorias totais do dia.

Uma das principais características é o famoso assalto à geladeira durante a noite. O problema atinge até 4% da população geral e 6% de quem tem obesidade, podendo alcançar metade dos indivíduos mórbidos, segundo dados da Associação Americana de Psiquiatria.

Principais Sintomas da Compulsão Alimentar

  • Perda do Controle sobre a comida
  • Comer Escondido
  • Comer sem mastigar e mais rápido do que o normal
  • Comer sem vontade
  • Alimentar-se de forma exagerada até passar mal
  • Comer enquanto há alimento na mesa
  • Alto índice de ingestão calórica
  • Não recusar qualquer tipo de alimento
  • Sentir-se triste ou culpado por comer demais
  • Esconder comida
  • Provocar vômitos
  • Ingerir laxante

teste interativo no messenger ajuda a identificar se você precisa tratar compulsão alimentar

Causas da Compulsão Alimentar

Existem alguns aspectos que podem causar a compulsão alimentar:

Dietas Erradas

Após períodos de regimes muito rígidos, a pessoa fica exposta a desenvolver a compulsão. 

Depois da abstinência, o desejo por comida aumenta de forma descontrolada. Além do mais, alguns estudos indicam que as dietas rígidas conduzem ao impulso por comer, desenvolvendo também o sentimento de desânimo e incapacidade de parar de comer mesmo quando saciado.

Histórico de Carência, Rejeição e Outras Emoções Negativas

Muitos dos que comem de forma compulsiva normalmente tem as mudanças emocionais como gatilho.

​​​​Já se observou que há uma relação direta entre a Compulsão Alimentar e as seguintes emoções:

  • Preocupação
  • Ansiedade
  • Euforia
  • Rejeição
  • Carência
  • Desaprovação

Neste vídeo abaixo, falo um pouco mais do assunto, focando em Compulsão por Doces:

Compulsão Alimentar

Se você hoje está lidando com Compulsão Alimentar e consegue observar as emoções acima em sua história de vida, eu posso te ajudar.

Recomendo um tratamento de eliminação destas.

Pense comigo, eliminando-se a causa, elimina-se a força do vício.

Estresse

Este vilão vem logo em seguida, fazendo com que a pessoa em estado compulsivo use a alimentação para lidar e se livrar do estresse. Ao se tornar uma pessoa estressada, o aumento da ingestão de alimentos pode aumentar e, na maioria das vezes, não são opções saudáveis.

Problemas com a Imagem Corporal e Baixa Autoestima

O fato de não gostar da própria aparência pode levar a pessoa a esse problema. Acreditar que deveria comer menos, mesmo que não consiga mudar a situação.

Sentir-se gorda e com medo de não conseguir perder peso podem gerar constantes tentativas de compensar com dietas malucas, passando fome, tomando medicamentos para emagrecer, vivenciando crises de abstinência e como resultado, pode-se gerar a compulsão alimentar.

Veja o depoimento anônimo de uma pessoa a qual apresenta o quadro de compulsivo alimentar.

“Passo os dias sozinha no trabalho, 9 horas diárias em frente a um computador, então me refugio na comida… Quando chego em casa à noite é sempre a mesma história: chego a comer um pacote inteiro de coco, mais 4 ou 5 frutas, mais um ou 2 abacates. Detalhe: tudo depois do jantar. Quando não é a panela inteira de almoço que tinha cozinhado para a semana toda.

Nesta altura eu penso: Ora bolas, já passei por tantas coisas no último ano, mereço no mínimo comer o que quero. Por alguns instantes me vem pensamentos e técnicas que poderia fazer como respirar e pensar antes de agir, mas logo decido: Ahhh! Quero lá saber disso? Já tenho coisas suficientes na minha vida para pensar, então vou comer!

Depois fico muito mal disposta, mal consigo respirar, mal consigo me sentar, e por vezes, me vem o sentimento de culpa, raiva e tristeza. Mais uma vez falhei... Amanhã é outro dia e vou me portar bem. Hoje já estraguei tudo, vou ver se na dispensa ainda há chocolate”. 

Como Tratar a Compulsão Alimentar

Vamos levar em conta aqui neste artigo que a compulsão alimentar tem como causa, na maioria dos casos, um histórico das seis emoções mencionadas acima.

Neste caso, você concorda comigo que eliminando os Pilares (causas), derruba-se o Castelo (compulsão alimentar) ?

Com esta finalidade, proponho a você o atendimento um-a-um comigo seguindo a seguinte metodologia. (clique em cada item para verificar a explicação)

Já imaginou, daqui um tempo, você me enviando uma mensagem como aquelas lá de cima, como da Camila e da Jaqueline?

teste interativo no messenger ajuda a identificar se você precisa tratar compulsão alimentar

Dificuldade de resistir à comida? Uma nova dieta revolucionária não é a solução. Teste Interativo no seu Messenger revela se você precisa tratar compulsão alimentar

Follow

About the Author

Muitas pessoas hoje sentem-se paralisadas em alguma área da vida, incapazes de conquistar seus objetivos e sonhos. Em muitos casos, isso acontece por bloqueios emocionais, traumas e vícios. Segundo estatísticas, transtornos emocionais incapacitam mais pessoas de avançarem nas suas vidas do que doenças do dia-a-dia, como problemas no coração e câncer. Bloqueios e transtornos de ordem emocional geram também doenças no corpo. Hoje, já está comprovado que em torno de 40% das doenças de pele tem origem em feridas emocionais não-tratadas. O que muitos não sabem é como resolver a situação. Tentam conquistar seus sonhos mas não sabem como tratar as feridas emocionais sem se machucar novamente. Meu nome é Rafael Berard e ajudo pessoas a eliminarem bloqueios e traumas, sem que tenham que se expor nem reviver as dores do passado (no conforto da sua casa).

(3) comments

Add Your Reply