voltar

Qual a diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas? – Parte 3

por Rafael Berard para Coaching deixe seu comentário
Qual a diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas? – Parte 3

Qual a diferença de Terapia, Coaching, Mentoria e Vendas - parte 3


Avançando direto ao ponto, vamos mergulhar na terceira parte da série "Qual a diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e ... Vendas?".

O que é Mentoria?

Trata-se de um processo com início, meio e fim, com agenda definida de atividades e medição frequente dos avanços conquistados.

Tal qual como o processo de coaching, a mentoria é focada no futuro do cliente.

O objetivo é ENSINAR o que fazer para alcançar determinado objetivo.
Resumindo: O mentor te dirá "Faça Isso Desta Maneira".

Em 2013, contratei um mentor britânico chamado Alex Jeffreys para me capacitar a montar um negócio online. Durante o processo de mentoria, o qual durou um ano, eu podia assistir todas as aulas da área virtual de membros e esclarecer dúvidas com ele semanalmente.

A cada aula, eu avançava nas tarefas as quais eram estipuladas por ele, o mentor. 

O Alex Jeffreys não me perguntava o que eu pensava ou o que eu poderia fazer.
Nem investigava meu passado para eliminar uma trava minha.
Tampouco realizava testes para aumentar meu autoconhecimento.
O foco dele era me ensinar a fazer.
Ponto!

Antes de alguém me contratar, eu SEMPRE escuto todas as queixas, verifico o que a pessoa deseja alcançar com meu trabalho e alinho expectativas.
Em alguns momentos, eu digo claramente:
- Agradeço o seu interesse em me contratar, porém o profissional mais adequado para seu caso é um mentor. Por tais e tais motivos.

Quando Mentoria é o Mais Recomendado?

quando:

- Já se sabe o que quer mas precisa saber o passo a passo da execução. Isto é, a parte técnica.

- Já se passou por um processo de autoconhecimento e eliminação de autosabotagem.

Para ficar mais claro, citarei alguns exemplos fictícios .

Concurso Público

Exemplo 1 - Mentoria

João é um profissional da área do direito e deseja ser aprovado em um concurso público. Procura alguém que o prepare para as questões da prova e o ensine a gerenciar o conteúdo exigido pelo edital. De maneira geral, desejava um acompanhamento para passar naquela prova. Um passo a passo.

Neste caso, João deseja um processo de mentoria.

Porém, hoje há pessoas anunciando este serviço de acompanhamento para concurso público como se fosse Coaching.

Exemplo 2 - Coaching

Maria é uma moça multi-talentos e com dificuldade de concluir aquilo que começa. Já começou projetos muito diferentes um do outro e hoje encontra-se perdida. Deseja encontrar-se profissionalmente e cogita estudar para concurso público.

Todavia, ora pensa em estudar para concurso, ora cogita aplicar seus talentos em um trabalho que a sustente e lhe seja prazeroso.

Durante o processo de Coaching, Maria percebe que trabalhar em uma repartição pública lhe seria frustrante e totalmente avesso aos seus interesses pessoais e profissionais.

Tendo esta libertação e certeza, Maria terminou o processo com o seguinte saldo.

Benefícios 

  • check
    Descobriu oportunidades profissionais mais alinhadas ao seu perfil
  • check
    Utilizou sua experiência profissional como professora de inglês para desenvolver um método inovador de ensino focado em professores.
  • check
    Aprendeu a tomar a iniciativa e a decidir por conta própria levando em consideração seu perfil comportamental e seus valores mais íntimos.

Exemplo 3 - Terapia

Luana, estudante de concurso público, relata dificuldades para estudar com qualidade. Ela desejava passar em um concurso público mas sente que seu estudo não rende. Anos se passam e sua vida parece "empacada". Os sentimentos de tensão, opressão, impotência, e outros similares fazem morada em Luana.

Repare que ela já está decidida a passar no concurso. Já sabe que é isso que ela quer. (Coaching)

Teoricamente, já sabe como e o que estudar. (Mentoria)

Porém, não consegue executar seus planos e alega não entender o motivo de empacar na vida.

Diante deste cenário, seus atendimentos usam ferramentas terapêuticas a fim de eliminar as travas que autosabotam seu cotidiano.

Percebeu a diferença entre Coaching, Mentoria e Terapia?

Nestes exemplos, a Mentoria seria para ensinar a estudar e a passar em um concurso o qual a pessoa já tem certeza absoluta do que deseja.

O Coaching seria para auxiliar a pessoa se conhecer profundamente e se capacitar para executar uma transição de carreira. Seja ela visando concurso público ou não.

A Terapia auxiliaria na eliminação de travas pessoais, liberando a pessoa para executar com êxito seus propósitos.

Compreende?

Lembre, Coaching irá te incentivar a escolher o que fazer.

Mentoria irá te dizer o que fazer. O mentor escolherá as tarefas para você.

Se for Terapia, irá tratar algum bloqueio que impede o avanço na vida.

- Rafael, qual é o melhor? 

- Todos os 3 são muito bons. Depende do seu momento de vida, objetivos, dores atuais e principalmente.... das suas expectativas.

Esta compreensão das diferenças entre as profissões permite alinhar expectativas antes de contratar um profissional para te auxiliar. Também promove uma seleção natural no mercado de Coaching, Terapia e Mentoria pois quando o profissional for questionado, dará uma resposta que :

- Ou irá te confirmar que aquele é o serviço que você procura

- Ou irá revelar para você que é melhor procurar outra pessoa para te auxiliar.

Pode ocorrer que durante o processo de Coaching, após a permissão do Coachee, o Coach manifeste opinião ou dê algum conselho.  Conforme minha experiência pessoal, as minhas coachees apreciam quando faço uma pausa na função de Coach (questionar) e ofereço alguma orientação pertinente.

Segundo os feedbacks que recebi, estas poucas orientações foram a cereja do bolo após um intenso processo de auto-capacitação. 

Entretanto, este recurso de orientar é feito com cautela para não descaracterizar o processo de coaching. É importante que você compreenda que quando o Coach aconselha, está agindo como mentor ou conselheiro. E caso o profissional que te atende ofereça um produto (um shake de emagrecimento por exemplo), naquele exato momento ele está na verdade vendendo, não fazendo coaching.
E você como coachee é totalmente livre para aceitar OU não.

Há também a possibilidade de que o profissional que você contrate mescle Mentoria com Coaching, ou Coaching com Terapia. Este último é o meu caso.

Porém, esta junção precisa ser explicada para o cliente antes do início do processo. Alinhar expectativas permite que você saiba o que esperar do processo e dos resultados.

No próximo artigo revelo alguns processos de Venda disfarçados e se entitulando erroneamente de Coaching. Fique de olho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qual a Diferença Entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas? Parte 2
Post Anterior Qual a Diferença Entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas? Parte 2
deixe seu comentário

​Qual a Diferença entre Terapia, Coaching, Mentoria e Vendas?  - parte 2Prosseguindo com o artigo…

Qual a diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas – parte 4
Próximo Post Qual a diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas – parte 4
deixe seu comentário

Chegamos ao fim da série "Qual a Diferença entre Coaching, Terapia, Mentoria e Vendas ?"Talvez…